AS NOTÍCIAS

segunda-feira, 06 junho 2022 11:11

Mobilidade Erasmus

Living in a Rural Area, em Noyen-sur Sarthe, França.

Entre os dias 16 e 20 de maio, decorreu a 4ª e última mobilidade, no âmbito do projeto Living in a Rural Area, à escola Marcel Pagnol, em Noyen-sur Sarthe, França.

A escola anfitriã fica numa zona verde, na pitoresca vila de Malicorne -sur- Sarthe, onde passa o rio Sarthe que se assume como protagonista na paisagem daquela região. Foi nas suas margens que passeámos, logo no primeiro dia, e onde os alunos participaram em jogos que exigiram alguma pontaria, perícia e destreza física.

Todas as localidades da região incluem na sua toponímia o nome do rio. Visitámos Juigné-sur-Sarthe, no segundo dia, lugar onde fica a conhecida fábrica de bolachas La Sablésienne, criada em 1670 pela Marquise de Sablé. Hoje, exportam para todo o mundo estas saborosas bolachas de vários sabores e tamanhos. Como não podia deixar de ser, nós também as trouxemos nas nossas malas, entre muitas outras coisas, a desafiar o peso estipulado pelas companhias aéreas. Nesse dia, debaixo de um sol quente como num dia de verão, todos desfrutaram da paisagem luxuriante nas margens do rio, onde os alunos, após um piquenique, participaram em jogos ao ar livre muito divertidos e de estímulo ao espírito de equipa, orientados por um monitor.

Em Fillé-sur-Sarthe, para onde seguimos num dos dias, fica o Moulin Cyprien, um antigo moinho, agora renovado, onde os alunos fizeram pão após uma visita guiada. A zona circundante é muito verde e esplêndida para quem quiser apenas relaxar ou passear.

O único dia em que nos afastámos do rio foi em Les Epesses, onde fica o parque temático Le Puy du Fou, visitado amiúde por alunos de muitas escolas. Ali, os alunos assistiram a espetáculos diversos sobre a história francesa, romana e medieval, todos com cenários incríveis e atores notáveis. Foi muito enriquecedor e divertido descobrir sobre a história como se estivéssemos lá e participássemos nela. Por um dia foi como se fizéssemos parte de um filme de época.

No final da semana, todos os participantes nestas atividades tiveram oportunidade de confecionar um típico prato francês e as populares sabliènnes que degustámos ao jantar, no último dia desta mobilidade. A festa de despedida e, simultaneamente, o encerramento deste projeto, contou com a participação dos alunos, dos professores e das famílias. Houve atuações musicais e, no final do jantar, o salutar convívio entre os alunos que dançaram ao som de música escolhida por eles. As despedidas custam e todos tentaram aproveitar até ao último minuto.

Se há uma coisa que não temos qualquer dúvida é que este projeto foi um sucesso. Todos os países integrantes contribuíram para isso através das atividades dinamizadas que nos trouxeram mais conhecimento, mais partilha, mais respeito, mais tolerância, numa (con)vivência democrática. As zonas rurais de cada região oferecem paisagens magníficas, boa gastronomia, tradições e costumes muito curiosos e interessantes que se completam e nos unem na diversidade. Ficámos amigos e já temos saudades!

Merci, França!

Gracias, Espanha!

D’akujem, Eslováquia!

Obrigado, Portugal!

Prof. Alice

Ler 107 vezes Modificado em segunda-feira, 06 junho 2022 11:14