AS NOTÍCIAS

quinta-feira, 05 maio 2022 21:20

No lugar do outro...

Entre os dias 26 e 29 de abril, a nossa escola celebrou a semana de sensibilização para a diferença.

Nesta semana, batizada de “No lugar do outro…”, procurámos criar circunstâncias e experiências onde a empatia fosse a base de todas as emoções. Deixamos, aqui, perpetuado esse registo, com o desejo que se voltem a repetir estes momentos!

O Plano Nacional de Cinema proporcionou a visualização dos filmes “Uma criança como Jake” e “Gesto”, este último a propósito da efeméride comemorada a 23 de abril [dia nacional da educação de surdos]. Na Biblioteca Escolar, a propósito do Dia internacional do cão guia, celebrado a 27 de abril, criaram-se encontros e debates em torno das histórias escutadas, de olhos fechados. Também nesse dia, o 9º F abriu a porta da sua aula de Complemento à Educação Artística criando uma sala sensorial – onde a partilha de sensações / emoções foi o mote para a reflexão. Contámos, igualmente, com o CRTIC que apresentou à comunidade escolar uma série de atividades com o objetivo de sensibilizar a comunidade educativa para a diferença e aumentar a inclusão através das tecnologias de apoio. Foram apresentadas atividades como: exposição de brinquedos adaptados; demonstração da construção de um brinquedo; amostra de materiais em braille (“tateando os astros”); materiais de comunicação alternativa; Impressora 3D; Makey Makey e Dagucar. No pavilhão desportivo, o Boccia pela inclusão descobriu os maiores sorrisos dos alunos que o puderam experimentar. A alegria dos nossos jogadores a ensinar a sua arte e técnica foi a nossa melhor gratificação! O CAA (Centro de Apoio à Aprendizagem) dinamizou a atividade “São as diferenças que nos tornam iguais”, com a elaboração de tiaras de flores, oferta de calendários e pintura de painéis. As flores que nasceram na manhã de quinta-feira por muito ficarão a ornamentar as paredes da nossa escola! Ainda na manhã de quinta-feira, o 9º F foi o convidado da atividade em articulação com a Escola Básica de Cristóvão, com o principal objetivo de dar a conhecer as diferentes limitações e dificuldades sentidas pelas pessoas portadoras de deficiência. Realizaram-se uma série de atividades em que cada aluno sentiu a complexidade de executar as tarefas propostas simulando essas limitações. De tarde, na sala de música, experienciámos sessões de Musicoterapia – um espaço onde as crianças aprendem a conhecer-se a si próprias, aos outros e à vida, através dos sons que criam, desenvolvendo a imaginação e a criatividade. Percecionámos, nesta sessão, que “o mundo dos sons” se releva primacial para as crianças/adolescentes com Necessidades Educativas Especiais.

Prof. Rita Almeida

Ler 56 vezes Modificado em quinta-feira, 05 maio 2022 21:22

Mídia

Galeria de Imagens