AS NOTÍCIAS

sexta-feira, 15 janeiro 2021 00:09

Língua Gestual Portuguesa em Sala de Aula

No âmbito da disciplina de Trabalho de Projeto, os alunos do 5ºA tiveram a oportunidade de aprender alguns gestos da Língua Gestual Portuguesa numa sessão que contou a presença de uma professora/Encarregada de Educação que se disponibilizou para a partilha desta aprendizagem.

Os alunos em questão perceberam ainda que a Língua Gestual Portuguesa é a língua que as pessoas surdas portuguesas desenvolveram e usam para comunicarem entre si. É uma língua feita de gestos que depois de “falados com as mãos” se “ouvem com os olhos”. Durante muitos anos foi proibida nas escolas e as crianças surdas eram submetidas a um ensino oralista. Em Portugal, só em 1997, é reconhecida como Língua e, atualmente, é a segunda língua oficial de Portugal.

Sabe-se ainda que é uma língua tridimensional, expressa através das mãos, do movimento corporal, bem como através das expressões faciais, onde o rosto, a cabeça, o tronco e o olhar têm um papel importantíssimo. A Língua Gestual tem uma estrutura própria. Um gesto remete a um conceito. Contrariamente ao que se pensa, não existe uma Língua Gestual universal. Em Portugal temos a Língua Gestual Portuguesa –LGP, no Brasil temos a Língua Brasileira de Sinais –LIBRAS, nos E.U.A. usa-se a American Sign Language –ASL,…Outra particularidade é que como na Língua Portuguesa oral, também na Língua Gestual Portuguesa existem dialetos ou seja os gestos podem variar de região para região. Para descrever palavras, os gestualizadores utilizam os alfabetos manuais para soletrar. Outra curiosidade sobre esta língua é que apenas os professores surdos podem ser formadores de Língua Gestual Portuguesa. Os ouvintes poderão aprender com eles e poderão ser Intérpretes de Língua Gestual Portuguesa.

Uma última nota é que um surdo não é mudo e não gosta de ser chamado assim. Apenas são pessoas que não falam porque não ouvem!

Prof.ª Cristina Marques

Ler 120 vezes