AS NOTÍCIAS

domingo, 10 maio 2020 15:12

Dia Mundial da Língua Portuguesa

Em boa hora a UNESCO consagrou em novembro passado o dia 5 de maio como o Dia Mundial da Língua Portuguesa. Assim, em pleno estado de pandemia, celebrou-se este primeiro dia, no tão atípico ano de 2020, para consagrar esta língua falada por mais de 260 milhões de cidadãos, espalhados pelos cinco continentes, tornando-o um caso único na Europa e no mundo. Numa altura de exigido retiramento, temos o sentido de globalização reforçado através do quarto idioma mais falado no mundo, que une, mais do que separa!

Esta língua com oitocentos anos de história, que tanto pertence a Camões como a Machado de Assis, a Pepetela como a Mia Couto, a Clarice Lispector como a Ondjaki, a Jorge Amado como a Eça e a Pessoa, uma mão cheia de escritores, uns mais poéticos, outros mais prosadores, perdura no tempo, une povos separados por imensidões oceânicas, contribuindo para a construção de um património comum, a Língua Portuguesa. E assim se renova uma língua, renovando o mundo! Como afirmou Pepetela, “seja qual for o rosto que nós apresentemos, é sempre a Língua Portuguesa: recebe, dá e não perde a identidade”. Com vogais mais abertas ou mais fechadas, com escolhas lexicais diferenciadas, com sotaques quentes e outros mais tépidos, é na Língua de Camões que partilhamos ideias e memórias, que exprimimos sentimentos e volições, que suspiramos de saudade, que ouvimos Fado, Morna e Bossa Nova, que afirmamos a nossa identidade e cidadania.

Celebremos a Língua Portuguesa!

Prof.ª Cristina Marques

Ler 38 vezes

Mídia