Portuguese Chinese (Simplified) English
Imprimir

8º ano em viagem de estudo

Escrito por WebFarol. Colocado em Notícias-2017

No passado dia 8 de março, os alunos do 8º ano de escolaridade que frequentam a Escola General Serpa Pinto tiveram a oportunidade de viver um dia letivo diferente e enriquecedor, ao saírem da escola numa viagem de estudo, que permitiu a aquisição de conhecimentos que complementam e atualizam os conteúdos curriculares, do ponto de vista científico e cultural.

Depois de reunidos junto ao portão principal da escola, pelas 8h e 30m, os referidos alunos, acompanhados de oito professores de diversas áreas disciplinares, iniciaram a viagem de autocarro rumo a Tormes (Baião), onde chegaram cerca das 9h e 30 minutos. Na casa de Tormes, onde se encontra sediada a Fundação Eça de Queirós, foram recebidos por duas guias, que orientaram a visita às instalações em grupos de vinte e cinco alunos.

Na casa de Tormes, espaço inspirador do conto “Civilização” e do romance “A cidade e as Serras”, os visitantes tiveram o ensejo de ouvir informações pertinentes, relacionadas com a vida e a obra de Eça de Queirós, assim como com a sua relação e a sua passagem por este espaço rural, e de tomar contacto com o seu espólio, destacando-se aqui peças de mobiliário e objetos pessoais que foram utilizados na produção literária do romancista.

Terminada a visita por volta do meio-dia, foi tempo de toda a comitiva puxar pelos apetitosos farnéis e de os saborear no ambiente idílico da quinta que circunda a bela casa granítica setecentista. Por momentos, reviveu-se imaginariamente o prazer das iguarias das Serras, tal como Eça o descreve no citado romance, ao anunciar a canja de galinha, o frango aloirado e o arroz de favas.

Merenda comida,… e deixando Tormes para trás, prosseguiu a viagem em direção ao concelho vizinho de Amarante, ocupando-se a tarde com uma visita guiada ao Museu Municipal Amadeo de Souza Cardozo. Divididos em dois grupos, alunos e professores tiveram ocasião de apreciar a exposição aí patente e de conhecer detalhes curiosos no âmbito da vida e da obra de Amadeo, bem como das correntes artísticas que mais o influenciaram. Houve, finalmente, a possibilidade de esclarecimento de dúvidas e de troca de opiniões relativamente a tudo quanto foi observado, uma vez que, no domínio da arte, todas as leituras ou interpretações da produção artística devem ser consideradas.

Pelas 16 horas, e terminada a visita, foi tempo de regressar à escola. Pelo que parece, todos quantos participaram nesta viagem de estudo mostraram agrado e satisfação pela experiência vivida, considerando-se, no final, mais enriquecidos e conhecedores do legado artístico e cultural da nossa região.

Os Professores Responsáveis