Portuguese Chinese (Simplified) English
Imprimir

Projeto de educação financeira vence prémio especial do júri

Escrito por WebFarol. Colocado em Notícias-2016

O Agrupamento de Escolas General Serpa Pinto (AEGSP) de Cinfães foi vencedor do prémio especial do júri da 5ª edição do concurso nacional “Todos Contam”- ano letivo 2016-2017. Este concurso distingue anualmente os melhores projetos de Educação Financeira a implementar nas escolas em cada ciclo de ensino, desde o pré-escolar até ao ensino secundário. O desafio é uma iniciativa do Conselho Nacional de Supervisores Financeiros, Banco de Portugal, Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões e do Ministério de Educação através da Direção Geral de Educação e da Agência Nacional para Qualificação e do Ensino Profissional.

A entrega do prémio ocorreu no dia dois de novembro de 2016, na Escola Secundária da Amadora e contou, entre outros, com a presença do Secretário de Estado da Educação, Professor Doutor João Costa e a presidente do júri e ex-ministra de educação, Dr.ª Isabel Alçada.

Neste prémio é reconhecido a excelência do projeto apresentado pela professora Ana Gören, bem como o empenho e o esforço que o AEGSP tem dedicado a educação financeira junto dos alunos ao longo dos cinco anos de existência do concurso “Todos Contam”. É de destacar que é pela quarta vez que o AEGSP é premiado.

Uma das novidades do projeto é a articulação entre a educação financeira e tributária. O projeto está estruturado de tal forma que permitirá aos nossos alunos obter uma visão integradora dos diferentes conceitos presentes no âmbito da educação financeira, a nível da microescala, como por exemplo, a gestão da semanada ou do orçamento familiar que serão aplicáveis e interpretáveis a nível da macroescala, como por exemplo, a gestão do orçamento escolar, da autarquia ou do país. Pretende-se assim transmitir aos nossos alunos uma visão integradora dos diferentes conceitos implícitos na educação financeira e tributária, e sensibilizá-los para a importância do estado como regulador e promotor de uma maior justiça social, podendo cada um dos membros da comunidade educativa (aluno, funcionário, professor e encarregado de educação), na sua esfera de ação, com cidadania e responsabilidade dar o seu contributo para essa meta tão nobre.

Coordenadora do projeto: Ana Gören

 



Reportagem